segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Onde estão nossas revistas de games?


Foram trazidos muitos benefícios com a chegada da internet(principalmente com o google),onde as informações estão lá para quem quiser na hora.

Mas pelo jeito para as revistas isso não foi tão bom..
Para quem tem pelo menos mais de 17 anos,deve lembrar bem de revistas voltadas para os gamers como a Ação games,Game Power,Supergamepower,onde ficávamos esperando o mês todo para saber dos lançamentos,dicas,gamesharks,entrevistas etc..e infelizmente(ou felizmente?)a internet acabou com a graça.

A última a cair foi a GamePro em novembro,uma das revistas impressas mais lucrativas norte-americana que existia de 1989,mesmo tendo um site com atualizações diárias desde 1998,a GamePro também foi se modificando e criando modos alternativos de informação na tentativa de acompanhar a velocidade na internet.
Em meio a essas modificações,algumas coisas das anteriores tiveram que sumir,assim perdendo uma fatia de fãs mais conservadores.
Depois de 22 anos nesse ritmo frenético,ela foi incorporada a Pc World,com uma área dedicada no site..

Um especialista na área,Marcelo Duarte(fundador da Ação Games),disse ainda existir espaço para as revistas de games no mercado,segundo ele uma 'garotada' só que busca esse tipo de informação pela internet,enquanto outros ainda esperam para ver as previews do jeito tradicional,pegando no papel com cheiro de novo(como eu). 

Mesmo assim é curioso ver que revistas oficiais como a Nintendo World,Xbox 360,Playstation magazine entre outras,ainda estejam de pé e muito bem,talvez por terem informações exclusivas direto da fonte com facilidade seja um dos motivos dessas ainda se manterem,Marcelo Duarte disse que as revistas impressas ainda servem para informar e não só para propagandas por incrível que pareça,então pode ser que realmente um dos motivos seja esse.

Alternativas interessantes estão sendo criadas para acompanhar a web,a EGM oferece seu conteúdo numa revista virtual pela internet,iPad e Tablets,outras menores tem sua revista virtual gratuita,mas pecam em informação por serem revistas de baixo orçamento,a maioria das matérias delas você vê no próprio site muitas vezes sem nenhum adendo,mesmo assim conseguem publicidade sem ter as despesas de impressões.

Os anos 90 foram os mais rentáveis(e mais divertidos para os gamers),tudo era novidade,você via a capa e ja queria comprar,você podia abrir sua revista e correr para o video game para testar os truques,ou falar um puta que %¨@# quando via aquelas páginas de lançamento.

Quero agradecer ao Marcelo Duarte por responder minhas perguntas com muito boa vontade,hoje ele apresenta o Loucos por Futebol na ESPN Brasil.

Veja também
Entrevista exclusiva com Ben Murch da Rodeo Games!
O futuro dos videogames moda retrô?clássicos

Positivo e ACIGAMES fazem parceria 

The Elder Scroll V: Skyrim melhor que Call of Duty Modern Warfare 3

Reações:

0 Comente:

Postar um comentário